O RÁDIO CLUBE PORTUGUÊS





     Este espaço é dedicado ao RCP e ao seu percurso desde que era CT1 DY até à Rádio Comercial e ao seu renascimento como RCP.

Em fase de pesquisa

    A “CT1DY” começou por ser um pequeno posto emissor. Esta estação emissora rapidamente passa por grandes transformações trazendo muitas inovações ao meio radiofónico português.
    A “CT1DY” em 1930, passa a chamar-se “CT1DY – Rádio Parede”, em 1931 passa a designar-se por “CT1 GL – Rádio Clube da Costa do Sol” e ainda nesse ano “CT1 GL – Rádio Clube Português”. A  21 de Abril de 1931, a “CT1 DY” muda de indicativo e de nome para “CT1GL - Rádio Clube da Costa do Sol”, mais tarde em 22 de Novembro o nome volta a mudar para “R.C.P.- Rádio Clube Português”, que se manteve até 1975, altura em que foi nacionalizada e converte-se na “R.D.P. - Rádio Comercial”. Em 1993, é privatizada e a designação passa a ser só de “Rádio Comercial”.
    Na década de 30 o R.C.P. emitia com 5 000 Watts de potência em 1030 kHz
    Se se considerar que a “Rádio Comercial” é a herdeira do “R.C.P.” poder-se-á dizer que esta é a mais antiga estação emissora a funcionar em Portugal.
    Nos anos 90, a família Botelho Moniz ainda tentou relançar o “R.C.P.” através de uma rádio local na região de Lisboa e uma parceria com a Rádio Nova no Porto, mas esta tentativa não foi bem sucedida.
    Em 12 Março de 2003 o grupo “Média Capital” proprietária da “Rádio Comercial” fez renascer o “Rádio Clube Português” através dos emissores regionais do centro e sul (ex-“Rádio Correio da Manhã”) e alguns emissores locais que detinha no Norte do País.

Sem comentários:

Enviar um comentário